Mulheres Amantes

Uma das grandes vantagens deste meu blog, é que aqui posso escrever livremente sobre minhas idéias, sem ter que me policiar pelo rigor do mundo acadêmico.

Posso discutir e apresentar idéias e pensamentos que estão amadurecendo mesmo antes de passar por crivos analíticos mais profundos.

Escrevo isso, porque nos últimos cinco anos, tenho procurado entender melhor esta tão maravilhosa alma feminina. Como ainda não tenho elementos suficientes para escrever uma tese de pós-doc sobre o assunto, vou deixar aqui algumas dessas idéias para ver como reagem meus leitores da blogesfera.

Primeiro vou classificar mulheres em algumas fases.

  1. Adolescentes, que em média vai dos 16 aos 20 anos. Uma fase de ebulição hormonal, de grandes transformações, de muitas pequenas paixões, da descoberta do sexo.
  2. Jovem Mulher; em média dos 20 aos 25 anos, a mulher esta em sua fase mais exuberante de beleza e atrativos físicos é seletiva e exigente com seus parceiros e quase sempre a procura do marido ideal e com uma vida sexual completa e satisfatória;
  3. Mulher padrão; entre os 25 e 35 anos, filhos pequenos, a beleza física passa para um segundo plano. A vida sexual torna-se rotineira. A relação familiar torna-se complexa e mais difícil;
  4. Mulher plena; entre os 35 e 45; Filho adoslescentes, dedica-se mais aos aspectos da família e da casa. A vida sexual torna-se monótona.

Bem, não vou descrever outras fases, porque é esta última a que mais me interessa: Entender o comportamento desta mulher plena. O que tenho observado é que ao fim desta fase, quando os filhos já começam a deixar o ninho materno, parece acontecer uma transformação nos sentimentos e comportamento da mulher. Esta mulher, que dedicava seu amor e paixão a casa e aos filhos, de repente sente um vazio enorme na alma e bingo… Depressão, mudança de paradigmas, mudança de interesses. Tenho observado muito este fenômeno e não consigo definir ainda se ele é um processo hormonal, pela proximidade da menopausa ou se ele é um fenômeno social. Nesta fase de carência da mulher, algumas coisas típicas acontecem:

a) A mulher se torna mais espiritual ou dedica-se mais a religião;

b) A mulher se envolve em atividades de grupo, ginástica, abre um Blog na Internet…tudo para criar um novo circulo social;

c) A mulher assume a carência de sexo e arruma novos parceiros ou amantes.

A vida me deu a oportunidade de viver e conviver com mulheres em todas essas fases que comentei. Mas sem dúvida alguma, as mulheres que mais paixão me dedicaram, foram as da última fase. Uma entrega total, sem compromissos, sem barreiras ou limites, apenas pela deliciosa oportunidade de estar juntos, de andar de mãos dadas, de dar um beijo discreto para depois, entre quatro paredes, fazer do sexo um ato de completa entrega e sublimação.

Tive muita sorte de ter encontrado mulheres assim durante a minha vida. Mulheres que me fizeram ser quem sou. Devo a elas minha forma de ser, minhas idéias e pensamentos.

Como pesquisador, não posso usar da minha experiência pessoal para justificar conclusões acadêmicas. Mas como amante sincero, posso dedicar a essas mulheres minha poesia.

This entry was posted in Reflexões. Bookmark the permalink.

7 Responses to Mulheres Amantes

  1. Sara says:

     Maximus, acho que sou uma exceção em alguns pontos….
     
    20 a 25 jamais quis casar-me. Queria somente trabalhar.  Fui convidada no meu casamento rsrs. E até hoje não aceito estar casada. Mas apenas vivendo com alguém que é um excelente companheiro. E que me ama tanto, que entende todas as minhas disparidades, manias, descontroles e diferenças no modo de ser ( bem diferente dele, mas em perfeita harmonia tão somente pelas qualidades dele. Nem me refiro a sexo aí). E daí o tempo passa sem que eu sinta ( 26? 24 de casada no papel rsrs)…Mesmo porque não importa o tempo, mas  a boa convivência diária.
     
     
    Com 35 tive minha segunda filha.Retrocedi ao item 3 rsrs.
     
     
    Até hoje me questiono sobre este fator que me intriga "não consigo definir ainda se ele é um processo hormonal, pela proximidade da menopausa ou se ele é um fenômeno social. Nesta fase de carência da mulher, algumas coisas típicas acontecem:…."
     
    Mas acontece que aos 38/39 foi como se tivesse aberto um portal para mim. Entrei de cabeça na felicidade. Daí até os 50 foi a minha melhor etapa, a mais satisfatória como mulher. Aos 51/52 a menopausa e este questionamento sobre hormonios, ou sei lá o quê. Difícil…Há uma mudança no humor. Há um descontentamento, talvez pela proximidade da velhice e querer aproveitar mais a vida, o sexo, o amor. Uma corrida para ser feliz , plena. Esta ansiedade gera um disturbio, quer seja uma depressão, uma  bipolaridade de humor. Manifesta-se em carências, algumas frustrações e até mesmo por motivos tolos e insignificantes.
     
    Fui mais religiosa na época dos25 aos 35 anos. Hoje continuo a ser, e mantenho alguns hábitos ligados muito mais a espiritualidade do que a religião.
     
    Sou o oposto. Não faço ginastica…Nada que uma mulher deveria fazer para melhorar a aparência. Não tomo e jamais tomei hormonios também. Fujo do círculo social. Me cansa mais do que nunca. Quero a liberdade de fazer o que quero. Quero a alegria total. Mas não  fujo dos amigos! Apenas procuro os mais descontraídos, menos formais. E se antes já me cansava ser a bonequinha da turma mais elitista, hoje quero sentar no chão, conversar com os que vivem felizes na simplicidade, ouvi-los e aprender com esses meninos que optaram por uma sociedade alternativa ( como um seguimento dos hippies). Quero a SIMPLICIDADE. E o bom papo. E as vezes não quero o papo cabeça com amigos cultos. Quero rir, falar bobeiras, besteirol. Outras quero e sinto necessidade de um papo profundo.
     
    Blog? Pura distração, somente.
     
    Sim, amantes ou novos parceiros…Queremos mais nesta época. Muito mais. Talvez como numa corrida contra o tempo. Mas não procuro. E por vezes incomoda-me a insistência e o excesso que aparece nesta altura da vida.  Gosto de escolher, ter opções . Mesmo que não tire proveito delas.
     
     
    "Uma entrega total, sem compromissos, sem barreiras ou limites, apenas pela deliciosa oportunidade de estar juntos, de andar de mãos dadas, de dar um beijo discreto para depois, entre quatro paredes, fazer do sexo um ato de completa entrega e sublimação. " É o esplendor! A glória!
     
    E no tocante a sua mensagem, acrescento que ate pouco tempo achava ótimo ser mais amada do que amar. Sempre fora assim. Hoje queria amar, amar mais, ou , pelo menos em igualdade. Daí um romantismo inexplicável! E como diz o amigo Mano Melo ( ator, poeta, escritor e produtor) deve ser o PVC, ou Porra da Velhice Chegando. Rsrsrs
     
     
    Bom, vou dormir..São 5.38 da manhã. Maridão foi viajar agora pouco. Volto depois para  rever estes ótimos questionamentos…
     
    Bjs
    aximus, acho que sou uma exceção em alguns pontos….
     

  2. Raquel says:

    Olá meu amigo!
    Gostei do seu texto sobre as mulheres,mas não consegui me classificar em nenhuma dessas características!!
    Beijos
    http://sex-appeal.zip.net

  3. Sara says:

    Maximus! Ainda está pesquisando? Acho que você teve que refazer esta pesquisa e daí a demora….Deve estar sem tempo o amante sincero. RsrsBeijos saudosos.

  4. Sara says:

    Meus sinceros votos de um feliz e renovador natal para você e seus familiares e que todas as suas esperanças se concretizem em 2009, ………….!Beijos no máximo, Maximus!

  5. Sara says:

    FELIZ NATAL! HOHOHO!E agora o spaces uniu SAM & Desnuda hahahahahahaDesnuda PRESENTE!!!Um beijo estalado de presente.

  6. Sara says:

    Passei pra te deixar um beijo, Maximus!

  7. Carla says:

    Penso que passei pelas fases da mulher que vc descreveu, mas quando cheguei aos 33, num casamento que tinha tudo para dar certo, simplesmente me apaixonei.Não tive o prazer de compartilhar com meu marido o crescimento dos filhos, mas tive o prazer de me descobrir como mulher. E digo mais, dentro de cada uma de nós existe várias mulheres diferentes, conforme pede a ocasião.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s