Erotismo e prazer

Uma das perguntas que mais gosto de fazer a meus alunos é:

-Como vocês diferenciam os limites da sensualidade, erotismo e pornografia?

Faço essa pergunta, porque sei que as respostas são engraçadas e quase nunca vão até o âmago do problema e isso abre oportunidade de discutir e debater a questão com eles.

Na verdade as fronteiras entre essas três coisas são absolutamente fluidas e a meu ver, totalmente culturais. Explico. Vejam a fotografia de uma mulher jovem e bonita em um nu frontal, sob um fundo terracota, repetindo a pose famosa do Homem Vitruviano de Leonardo Da Vinci.

 

 

Vista pelos olhos de nossa sociedade ocidental essa foto seria apenas objeto de curiosidade e talvez pudesse admirada sob a mesma óptica em que olhamos livros de anatomia em medicina. Já em países muçulmanos, a foto acima seria considerada imoral e pornográfica e assim inaceitável para os padrões lá vigentes.

Mas, vejamos como fica se mudarmos apenas alguns mínimos detalhes na composição da foto…

 

 

O que aconteceu? Uma imagem que era totalmente insossa, incorpora agora um certo ar de sensualidade, apenas porque mudamos a cor de fundo e a modelo expressa um leve sorriso.

E se mudarmos a composição da foto um pouco mais, incorporando elementos culturais, teremos algo definitivamente sensual e erótico:

 

 

Isso demonstra que as diferenças entre ser sensual, ser erótico e ser pornográfico são dimensionadas por aspectos culturais e do contexto em que os fatos acontecem e o julgamento de valor tem que ser feito dentro dessas bases.

Uma índia nua em plena floresta nada tem de sensual ou erótico, mas uma mulher caracterizada de índia, em trajes sumários em um desfile de carnaval, pode ser altamente erótica e até mesmo pornográfica.

Sensualidade e erotismo são para mim elementos fundamentais do comportamento humano e tão importantes para desenvolver relações mais profundas entre homens e mulheres assim como o sal é básico para uma boa culinária. Quando falta sal na comida, ela fica sem graça e quando o sal é excessivo o quitute fica intragável. O mesmo acontece nas relações homem e mulher.

Por isso, a minha recomendação as mulheres/casais que me procuram para conversar sobre seus problemas de relacionamento e vida sexual/conjugal, digo que é necessário ser sensual e erótico na quantidade adequada para a ocasião, para estimular o tesão sem estragar o prazer.

.

This entry was posted in Reflexões and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

4 Responses to Erotismo e prazer

  1. SAM says:

    Poeta Maximus,

    Este foi um dos seus melhores posts, a meu ver e um dos melhores que já li. O texto é excelente e não só concordo como agora guardo distinções/ definições que me identifico, mas não saberia explicar tão bem. Obrigada.

    Beijos com carinho

  2. Poeta says:

    Agradeço o elogio. É muito bom saber que voce gostou.

  3. Marrie says:

    Concordo plenamente com a Sam…. excelente post, excelente visão, excelente conselho aos casais….. mas, para não deixar tudo assim tão “sério”, responderia a sua pergunta da seguinte forma: o q diferencia sensualidade, erotismo e pornografia é a “fome”. Nos dias de saciação, digamos q gosto da sensualidade e do erotismo q envolvem o prazer. Mas, nos dias de “fome”, gosto mesmo é da pornografia crua e escancarada e de sentir a selvageria do prazer a me consumir!
    Será q isso responderia a pergunta ou ficaria muito fora de contexto?! rs
    bjs elucidativos

  4. marrie says:

    Relido….. novamente gostei. É por isso q procuro sempre “temperar” o desejo na medida certa…. nem demais, nem de menos…. mas, agora pensei…. entre o insosso e o salgado ainda prefiro o salgado….rs Antes sabor demais, que nenhum sabor.
    bjs temperados

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s